Proudly created by ycarim melgaço

10 – O BRASIL E A DISTRIBUIÇÃO DE RENDA

A preocupação com a distribuição de renda no mundo tornou-se um dos temas de mais importância e preocupação com a publicação do livro O capital, no século XXI, do economista francês Thomas Piketty, em 2014. Na realidade, essa obra expõe a pesquisa do economista nos países do capitalismo central, a saber, Estados Unidos, Europa e Japão. Não fez parte dele estudos sobre o Brasil, no entanto, é de interesse de Piketty inserir as economias do capitalismo periférico, como a do Brasil, em seus estudos sobre a desigualdade de renda. 

9 - em revisão

Adicione mais informações sobre este item..

Sobre o que é este item? O que há de interessante nele? Escreva uma descrição cativante para chamar a atenção do seu público...

8 - em revisão

Adicione mais informações sobre este item..

Sobre o que é este item? O que há de interessante nele? Escreva uma descrição cativante para chamar a atenção do seu público...

7- O AVANÇO DAS IDEIAS NEOLIBERAIS NO BRASIL

O Brasil passou, a partir de 1964, por um longo período de regime totalitário. Foram mais de vinte anos, nos quais direitos políticos foram eliminados, pessoas perseguidas, muitas torturadas e mortas, e eleições diretas se transformaram em indicação política do governo militar. Esse golpe rompeu bruscamente com o Estado de direito vigente no Brasil, tendo estabelecido o fortalecimento do mercado, ou melhor, sua proteção. Ou melhor, proteção do mercado, da renda e do patrimônio por meio da força militar e da repressão. Fala-se que o golpe liderado pelos militares teve o seu condão orquestrado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) ao defender o interesse da classe empresarial, temerosa do avanço do socialismo e de sua entrada no Brasil. 

6 - O NEOLIBERALISMO E AS VERTENTES TEÓRICAS

No campo da Economia Política nos deparamos com diferentes vertentes teóricas e, dentre essas variedades epistemológicas, a discussão entre os ideais do liberalismo e do neoliberalismo às vezes se confundem e, em certos momentos, se encontram. Importa ressaltar que o neoliberalismo se preocupa com o estado de bem-estar social estabelecido na Europa desde a Segunda Guerra Mundial, em que a população goza de benefícios sociais outorgados ou garantidos pelo Estado, tais como padrões mínimos de educação, saúde, habitação, renda e seguridade social a seus cidadãos, também conhecido como Welfare State ou Estado de Bem-Estar Social.

5 - A CRISE DE 1929 – KEYNES E A MACROECONOMIA

Os Estados Unidos vivenciavam um tempo de grande prosperidade econômica, reflexo dos ideais do liberalismo preconizado por Adam Smith, pois desde o século XIX o capitalismo, organizado nos moldes do liberalismo econômico, era o melhor regime estabelecido pela humanidade. Espalhava-se pelo mundo que ali, na América do Norte, estava o futuro, oportunidades de enriquecimento fácil e de qualidade de vida. No entanto, num dia de outubro de 1929, esse modelo liberal, esse paraíso, de repente entra em colapso, ou desaba, e provoca a queda dos papéis, a desvalorização das ações, o conhecido Crash da bolsa de Nova York. 

4 - PARA COMPREENDER KARL MARX

 

 

Karl Marx, um dos pensadores de mais destaque dos últimos tempos, nasceu na região renana de Tréveros, em 1818, com dezoito anos iniciou os estudos de Direito na Universidade de Bona e, por fim, um doutorado em Filosofia.

Marx inicia as investigações sobre economia por uma análise da mercadoria e do valor. Isso porque a economia, enquanto esfera particular de relações, não se diferencia senão quando surge a troca. 

3 - UMA PROSA COM O LIBERALISMO DE ADAM SMITH

 

 

Um importante personagem e um dos pensadores da Economia Política clássica, chama-se Adam Smith. De origem escocesa, viveu entre os anos de 1723 a 1790 e vivenciou um dos mais impactantes acontecimentos da humanidade, a Revolução Industrial, no século XVIII, responsável por mudanças consideráveis nos hábitos e costumes da sociedade europeia, contagiando o resto do planeta. Além disso, era defensor do liberalismo econômico.  

2 - AS RAÍZES DA ECONOMIA POLÍTICA E A CIÊNCIA ECONÔMIC

Originalmente, a palavra (economia), do grego antigo, significava “a administração da casa”. Na realidade, tinha o sentido de casa e o de administração. Tanto na Grécia como em Roma, a economia coincide, em grande parte, com a economia doméstica e, na maioria das vezes, com a gestão de áreas agrícolas, que, nos tempos antigos, era a principal fonte de riqueza. 

1 - A INTERFACE ENTRE A ECONOMIA E O DIREITO

Qual a importância da Economia para o acadêmico de Direito? Há uma resposta bem clara: o Direito engloba vários cenários da vida em sociedade, seja no âmbito do Direito Público ou Privado. Não se pode falar em estudo do Direito, ou de Ciências Jurídicas, sem penetrar nos meandros da Economia, seja no âmbito do direito natural ou do direito objetivo, sem incluir a sociedade...

Please reload